João Talone diz que não sabe se EDP ganhou ou perdeu com CMEC

O ex-presidente da EDP defendeu que as maiores rendas da elétrica foram criadas em 1996, e que lhe cabia garantir que garantias não eram diminuídas.

João Talone afirma que nunca houve a intenção de beneficiar a EDP com a criação dos custos para a manutenção do equilíbrio contratual (CMEC), um dos aspetos sob inquérito de comissão parlamentar sobre rendas excessivas aos produtores de eletricidade. Diz também que não sabe se a EDP ganhou ou perdeu com a medida que a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) diz ter penalizado o Estado em 510 milhões de euros.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias