Jerónimo Martins sob suspeita de irregularidades na Polónia

O grupo português poderá ter de pagar 3% sobre as receitas caso se confirmem irregularidades nas negociações com fornecedores na Polónia.

A operação da Jerónimo Martins na Polónia está sob investigação da autoridade da concorrência polaca. A UOKiK suspeita de vantagem comercial do grupo português face a fornecedores. Caso se confirme, a JM poderá ter de pagar uma coima de 3% sobre as receitas.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias