Jaguar alia-se à Google para desenvolver carro topo de gama autónomo

O modelo será inteiramente autónomo, graças à tecnologia da Waymo

O construtor britânico Jaguar vai aliar-se à Waymo para desenvolver uma versão totalmente autónoma do I-PACE, o seu novo modelo topo de gama de viatura elétrica, destinado ao futuro serviço de táxis sem condutor, da Google.

Este anúncio foi feito depois de um recente acidente mortal, implicando uma viatura autónoma da Uber -- a grande rival da Waymo nesta atividade -- ter relançado as inquietações em torno desta tecnologia, considerada o futuro dos transportes. A Uber cessou mesmo todos os seus testes na via pública.

Segundo este acordo "plurianual", a Jaguar e a Waymo "vão desenvolver em conjunto o primeiro veículo topo de gama elétrico destinado ao serviço de transporte sem motorista da Waymo", segundo um comunicado da Jaguar Land Rover publicado hoje.

O construtor tinha revelado no início do mês o I-PACE, um modelo inteiramente elétrico, e já disponível no Reino Unido por 71.300 euros, dispondo de algumas capacidades de condução autónoma, como os modelos do norte-americano Tesla.

Desta vez, o modelo será inteiramente autónomo, graças à tecnologia da Waymo.

O I-PACE autónomo vai começar a ser testado na frota da Waymo "este ano", antes de testes mais amplos, avançou esta empresa, que pretende lançar um serviço de táxis autónomos este ano.

No domingo, o presidente da Waymo, John Krafcik, tinha garantido que a sua tecnologia teria permitido evitar o acidente ocorrido com a Uber, sublinhando que os seus veículos autónomos já percorreram, desde 2009, mais de oito milhões de quilómetros em vias frequentadas por peões, sem estarem envolvidos em qualquer acidente mortal.

Esta empresa, considerada uma as mais avançadas em termos de condução autónoma, já tem em curso testes de veículos autónomos em 25 cidades norte-americanas, entre as quais Atlanta, San Francisco e Detroit e na área envolvente de Phoenix.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG