Há caixas Multibanco a funcionar apenas com o MB Way

Situação foi verificada em caixas MB em Lisboa e no Porto. A SIBS, que gere a rede, justifica a situação com avarias nos ATM e aponta a conveniência para os consumidores.

"Já está a começar! Eu não te disse?" Foi desta forma que um cliente bancário reagiu quando se deslocou a uma caixa Multibanco em Lisboa e verificou que aquele ATM não aceitava cartões, apenas MB Way. A mesma surpresa tiveram outras pessoas que tentaram ali levantar dinheiro e viraram costas sem o conseguir. Este não é caso único. Foram verificadas mais caixas em situação similar também no Porto, numa situação que deverá estar a registar-se noutras zonas do país. Trata-se de caixas Multibanco normais e que estão a funcionar, mas o cliente é surpreendido com um símbolo novo junto aos que indicam se a máquina tem dinheiro e papel, no canto inferior direito, a informar que aquele ATM não aceita cartões. Ao tentar inserir um cartão, verifica-se que não é mesmo possível e que não há engano.

A SIBS, a empresa que gere a rede Multibanco, justifica estes casos com uma "avaria" das caixas automáticas. Segundo fonte oficial da empresa, em vez de o ATM ficar em "baixo", indisponível, agora fica a funcionar. Só que apenas para aplicações no telemóvel. Ou seja, numa situação de anomalia no módulo de cartões, as caixas MB estão preparadas para indicar aos clientes a opção de uso através de MB Way. É por isso conveniente para os consumidores, em comparação com a indisponibilidade do ATM.

Mas a SIBS lembra que cabe aos bancos efetuar a manutenção dos ATM e garantir que estão a funcionar. Assim, quando o módulo de cartões avaria, cabe ao banco que opera aquele ATM fazer a intervenção necessária para que volte a estar operacional.

Numa das caixas MB que não aceitava cartões, na AV. General Roçadas, em Lisboa, que pertence à Caixa Geral de Depósitos (CGD), o DN/Dinheiro Vivo confirmou que só funcionava com MB Way em três ocasiões diferentes neste mês, apesar de ser a única caixa MB disponível naquela rua. A CGD confirmou que, entre o dia 14 e ontem, o ATM não aceitou cartões. A situação mudou depois de o DV ter questionado a SIBS e a CGD sobre o facto de estar apenas a aceitar MB Way. Mas tanto a empresa responsável pela rede de caixas Multibanco como o banco público afastam que esteja em causa outro motivo que não uma avaria do ATM para o sucedido. A posição da SIBS é que esta opção é apenas para conveniência do cliente.

Deco atenta

Para a Deco - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, apesar de ser conveniente para os clientes poderem utilizar um ATM em caso de avaria no módulo de cartões, ainda assim esta é uma situação que irá acompanhar. Sobretudo se houver um período longo entre a ocorrência de uma avaria e a sua resolução, o que levantaria dúvidas sobre se não seria "por uma questão de poupança nos custos por parte da instituição bancária", afirmou Nuno Rico, economista da Deco.

O mesmo responsável adiantou que tem aumentado o número de clientes que usam serviços bancários digitais, o que leva a menor recurso aos balcões. "Está a haver uma 'bancarização' dos consumidores e cada vez é mais digital", o que pode levar a que clientes "fiquem excluídos do sistema bancário". Uma situação, lembra, que se agrava nas zonas do interior, onde cada vez existem menos caixas MB. "Desde 2010, no seu pico de 14 318 caixas, fecharam 3000 MB no país", recordou. "O que nos preocupa é esta redução do número de caixas, nomeadamente em zonas do interior onde só existe um ATM. No caso de uma avaria, a população fica privada de acesso a uma caixa MB", alertou.

No final de junho de 2020, existiam 11 712 ATM em Portugal, um aumento em relação às 11 566 registadas um ano antes. Foram efetuados levantamentos em caixas MB no valor de 12 mil milhões de euros no segundo trimestre, o que compara com 7,5 mil milhões de euros em igual período de 2019, segundo dados da SIBS.

Elisabete Tavares é jornalista do Dinheiro Vivo

Mais Notícias

Outras Notícias GMG