Governo ajuda portugueses a pagar conta da luz. Mas não todos

O apoio abrange cerca de seis milhões de portugueses. Os beneficiários da Tarifa Social de Eletricidade terão uma redução de 10% na fatura durante o confinamento.

O Governo decidiu apoiar os portugueses no pagamento da fatura da luz, numa altura em que o país se prepara para entrar em confinamento e depois da vaga de frio da última semana.

O regime de apoio extraordinário ao preço de energia elétrica é dirigido aos beneficiários da Tarifa Social de Eletricidade e às famílias com potência contratada igual ou inferior a 6,9 kVa, abrangendo cerca de seis milhões de portugueses.

O apoio tem duas componentes. Como adianta o Governo em comunicado, uma é "dirigida às cerca de 800 mil famílias beneficiárias da Tarifa Social de Eletricidade", que irão usufruir deste regime extraordinário durante o período de confinamento geral. Por cada dia de confinamento, será aplicada uma redução de 10% no preço da energia em relação à tarifa normal. A redução tem um valor fixo para não provocar o consumo excessivo de eletricidade.

Já as famílias com potência contratada igual ou inferior a 6,9 kVa, cerca de 5,2 milhões de consumidores, vão beneficiar "de um apoio extraordinário, único e irrepetível, com os mesmos valores da componente anterior, multiplicado por 15 dias". Este apoio é motivado "pela descida acentuada da temperatura na primeira quinzena de janeiro". Ou seja, uma redução de 10% mas apenas para os primeiros 15 dias de janeiro. Esta medida será apoiada pelo Fundo Ambiental.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG