Fatura da luz no mercado regulado não terá aumentos em 2022

A garantia foi dada pelo ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, acrescentando que haverá "uma redução de pelo menos 30% na tarifa de acesso às redes para os industriais"

O ministro do Ambiente garantiu esta terça-feira que não haverá aumento de preço da eletricidade para os consumidores domésticos do mercado regulado em 2022 e haverá uma redução de pelo menos 30% na tarifa de acesso às redes para os industriais.

"Estamos em condições de dizer que não haverá aumento do preço da eletricidade para os consumidores domésticos do mercado regulado para o ano de 2022 e que haverá uma redução de pelo menos 30% na tarifa de acesso às redes para os industriais", anunciou o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, em conferência de imprensa, no seu ministério, em Lisboa.

O governante sublinhou ainda que se o mercado não regulado, no próximo ano, tiver tarifas mais altas do que o regulado, "a transação está à distância de um telefonema e é imediata"

Mais Notícias

Outras Notícias GMG