Faria de Oliveira: Banca portuguesa teve legislação mais difícil que os europeus

O presidente da Associação Portuguesa de bancos considera que há "desvantagem face à concorrência europeia".

Dez anos depois da crise as regras europeias para o sistema bancário são mais exigentes. E em Portugal foi-se além das medidas impostas noutros países, segundo Faria de Oliveira. O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB) defendeu que "nalguns domínios, o legislador nacional afastou-se do, já de si, muito exigente quadro europeu, colocando os bancos portugueses em condições de desvantagem competitiva face aos seus pares europeus".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG