Falta de mão-de-obra obriga Centenário a adiar investimento de 1,5 milhões

Empresa de calçado que "se quiser comprar uma máquina nova, já não tem onde a meter". Mas falta de jovens qualificados complica investimento

Na Centenário, é tempo de pôr em stand-by o investimento de 1,5 milhões de euros para a expansão da fábrica em Oliveira de Azeméis. É que falta mão-de-obra qualificada. "É um investimento grande e que vamos fazer com meios próprios, mas com a falta de mão-de-obra é complicado… A juventude não quer vir para a indústria do calçado e isso faz-nos pensar que temos que ter os pés bem assentes na terra antes de avançarmos", diz Domingos Ferreira, responsável da empresa. A Centenário é uma das 90 marcas portuguesas que participam na Micam, a maior feira do indústria de calçado que termina amanhã em Milão.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG