Facebook muda de nome. E passa a chamar-se Meta

Mark Zuckerberg anunciou a mudança do nome da empresa esta quinta-feira e reflete a aposta naquilo que considera ser o futuro da internet: o mundo virtual.

Numa altura em que está mergulhado em mais uma polémica sobre a forma como trata os dados dos seus utilizadores, o Facebook anuncia uma mudança de fundo: muda de designação. A partir de agora, a empresa proprietária da maior rede social do mundo passa a chamar-se Meta.

O anúncio foi feito pelo próprio fundador e CEO Mark Zuckerberg, na conferência Connect, e reflete a nova estratégia do grupo, a aposta naquilo que considera o futuro inevitável da internet, o mundo virtual a que se chama "metaverso".

"A partir de agora vamos ser metaverso primeiro, não Facebook primeiro", afirmou Zuckerberg. "O Facebook é um dos produtos mais utilizados do mundo mas, cada vez mais, não compreende tudo aquilo que fazemos. Atualmente a nossa marca está de tal forma ligada apenas a um produto que não pode representar tudo o que estamos a fazer", justificou o presidente da empresa.

O Facebook, agora Meta, detém além da rede social o Instagram e o WhatsApp, bem como outras empresas de software e desenvolvimento em realidade virtual e realidade aumentada.

O metaverso é o nome genérico dado a todo o universo virtual possibilitado pelo mundo digital (realidade virtual) ou quando ligado ao mundo real (realidade aumentada).

O facto de praticamente cada elemento no mundo realidade ter hoje em dia -- e cada vez mais -- informações associadas no mundo digital permitirá uma utilização desses dados, através de dispositivos como óculos de realidade aumentada, a vários níveis. É esse potencial que a empresa de Zuckerberg quer explorar.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG