Estas profissões não exigem "canudo" e oferecem salários acima da média

Nestas carreiras, onde a licenciatura não é determinante, os salários são cada vez mais competitivos.

São várias as empresas que, perante a falta de profissionais no mercado com as qualificações necessárias, optam por contratar perfis sem formação superior e qualificá-los internamente.

Nestas carreiras, onde a licenciatura não é determinante, os salários são cada vez mais competitivos. De acordo com o jornal Expresso, tendo como referência a remuneração média mensal base nacional de 943 euros brutos e os dados das empresas de recrutamento Hays e Michael Page, estes são os empregos que não exigem formação superior e oferecem salários acima da média:

Secretárias administrativas - entre 1000 e 1200 euros

Técnico de desenho de construção civil - entre 1200 e 1500 euros

Técnico de instalações elétricas - entre 1200 e 1500 euros

Eletricistas (de alta e baixa tensão) - entre 1200 e 1500 euros

Assistentes de bordo - entre 1200 e 1500 euros

Soldadores e serralheiros - entre 1200 e 1500 euros

Técnicos de informática - entre 1200 e 1800 euros

Técnicos de eletrónica industrial - entre 1200 e 1800 euros

Técnicos de manutenção industrial - entre 1200 e 1800 euros

Técnicos de mecatrónica - entre 1300 e 1500 euros

Optometristas - entre 1300 e 1500 euros

Técnicos de marketing - entre 1300 e 1500 euros

Técnicos de comunicação - entre 1300 e 1500 euros

Técnicos de multimédia - entre 1300 e 1500 euros

Designers gráficos - entre 1300 e 1500 euros

Técnicos de audiovisual - entre 1300 e 1500 euros

Técnicos de análise laboratorial - entre 1300 e 1800 euros

Técnicos de maquinação e programação - entre 1300 e 1800 euros

Técnicos de manutenção aeronáutica - entre 1500 e 1900 euros

Instaladores de sistemas solares e/ou eólicos - entre 1800 e 2000 euros

Programadores - entre 1800 e 2100 euros

Especialista em instalação e reparação de elevadores - entre 1800 e 2300 euros

Tripulantes de cruzeiro - entre 1800 e 2500 euros

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG