Dívida pública atinge recorde: 264,4 mil milhões de euros, cerca de 132% do PIB

O endividamento público total sobe 3% face a maio de 2019 e é agora o equivalente a 132% do PIB, também um dos rácios mais pesados de que há registo.

O endividamento público total sobe 3% face a maio de 2019 e é agora o equivalente a 132% do PIB, também um dos rácios mais pesados de que há registo.

A dívida pública que conta para a avaliação do País à luz do Pacto de Estabilidade atingiu, em maio, o valor mais alto de sempre, cerca de 264.379 milhões de euros, revelou esta quarta-feira o Banco de Portugal.

O endividamento público total na ótica do Tratado de Maastricht sobe assim quase 3% face a maio de 2019 e é agora o equivalente a 132% do produto interno bruto (PIB), assumindo o PIB nominal projetado pela Comissão Europeia, ou seja, é também um dos rácios mais pesados de que há registo. Supera em apenas 0,9 pontos percentuais o recorde histórico alcançado em 2014, o último ano do programa de ajustamento da troika.

A situação do endividamento vai piorar já que todas as instituições que fazem previsões para a economia portuguesa apontam para rácios na ordem dos 134% ou 135% do PIB. No Orçamento do Estado retificativo (ou suplementar), o governo inscreveu uma previsão de 134,4% para este ano.

(em atualização)

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias