Amazon limpa listas. Dez mil milhões de produtos eram falsos

Retalhista bloqueou número recorde de listagens em 2020, registando um aumento de 67% na tentativa de vender produtos falsos.

A incidência de produtos falsos, suspeitos ou contrafeitos na loja online Amazon disparou em 2020, segundo dados que a gigante do retalho divulgou esta segunda-feira. No primeiro relatório sobre as iniciativas de proteção das marcas, "2020 Brand Protection Report", a Amazon revela que bloqueou nada menos que 10 mil milhões de listagens suspeitas, um aumento homólogo de 67%. Segundo indicou, os produtos falsos foram retirados antes de serem vendidos a consumidores insuspeitos.

A empresa também confiscou 2 milhões de produtos que tinham sido enviados para os seus armazéns, já depois de vendidos a clientes, e que detetou serem contrafeitos. Em vez de seguir com a entrega das encomendas, a Amazon destruiu os produtos falsificados para evitar que pudessem ser revendidos noutro lado.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG