Davos. A cidade "idílica" onde o português "tem uma força única"

Ex-governantes e empreendedores garantem que a cimeira de Davos não é só fogo de vista

O primeiro impacto é visual. Davos dá a quem chega uma chapada de branco. Do alto das montanhas escorre a passadeira de água gelada que todos os anos dá as boas vindas a 3000 forasteiros. "É um local idílico, muito bonito. Terá sido também por isso que foi escolhido para receber os líderes mais poderosos", conta António Pires de Lima.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG