Consumidores pagam à EDP 154 milhões se lei não mudar

Regulador da Energia calcula que nos próximos 10 anos o custo com CMEC vai baixar, mas propõe mexidas à lei que significam cortes ainda maiores

Os encargos do Estado com as chamadas "rendas excessivas" da energia estão para durar. Nos próximos dez anos, a EDP terá a receber 154,4 milhões de euros dos consumidores.

Os cálculos foram apresentados ontem ao governo pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE). Ao valor de ajustamento final variável acresce uma parcela fixa anual de 67,5 milhões de euros.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias