Comissão Europeia: vistos gold falham na verificação de origem de fundos

A Comissão Europeia vê "forte determinação" em monitorizar regime, mas aponta falhas na verificação de idoneidade e prevenção de branqueamento.

O esquema de vistos gold português continua a não garantir mecanismos específicos para determinar a origem dos fundos investidos na atribuição de residência, mas não é ainda assim um dos sistemas de atribuição de residência por investimento de risco na ótica da Comissão Europeia. Para Bruxelas, há "forte determinação" das autoridades portuguesas em monitorizarem o sistema que, desde 2012, já captou 4,2 mil milhões de euros para Portugal.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG