CMEC. Henrique Gomes disse que "Mexia é osso duro de roer" e teve de sair da REN

O ex-secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, foi hoje ao Parlamento atestar que existem rendas excessivas, da EDP às renováveis

O ex-secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, que 2011 e 2012 fez parte do governo de Passos Coelho em plena época da troika, disse esta quarta-feira no Parlamento que "criado o MIBEL em 2007, 85% da eletricidade fugiu aos seus efeitos" de mercado ibérico da eletricidade, tendo em conta a existência de "rendas excessivas" com os CAE e os CMEC que "beneficiaram generosamente" ao longo dos anos. "Estas rendas são ilegítimas porque são excessivas. Cabe ao governo eliminá-las", disse o ex-governante, sublinhando o "benefício excecional". "Obviamente que há aqui um excesso".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias