Centeno lembra que Portugal tem batido todas as previsões de Bruxelas

"Temos feito trabalho, com enorme distinção, batendo, aliás, ano após ano, todas as previsões de Bruxelas", lembrou o ministro das Finanças, no dia em que a Comissão Europeia sublinha que Portugal apresenta "risco de incumprimento"

O ministro das Finanças disse esta quarta-feira que Portugal tem suplantado as previsões da Comissão Europeia ano após ano e que espera que Bruxelas reconheça o trabalho feito.

"Temos feito trabalho, com enorme distinção, batendo, aliás, ano após ano, todas as previsões de Bruxelas, os modelos são assim, andam atrás da realidade e a realidade é que Portugal é hoje um país com orçamento equilibrado, ajustamento estrutural inegável em todas as dimensões das contas públicas", disse Centeno aos jornalistas, à margem da conferência da Ordem dos Economistas, em Lisboa.

O governante disse esperar que a avaliação da Comissão Europeia à proposta de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) -- entretanto divulgada -- "reconheça exatamente isso e sem nenhuma hesitação sobre o trajeto" que tem sido prosseguido.

Já depois destas declarações de Centeno foi divulgado que a Comissão Europeia considera que o plano orçamental atualizado para 2020 apresentado por Portugal no mês passado continua a apresentar "risco de incumprimento" do Pacto de Estabilidade e Crescimento e convidou o Governo a tomar as medidas que se revelarem necessárias.

Depois de, em 20 de novembro de 2019, na sua apreciação a um primeiro esboço de plano orçamental para 2020 submetido pelas autoridades portuguesas (ainda sem medidas discriminadas pois o Governo estava a ser formado), Bruxelas ter advertido que o mesmo apresentava um "risco de desvio significativo da trajetória de ajustamento rumo ao objetivo orçamental de médio prazo", o parecer de hoje ao plano atualizado submetido por Portugal em 17 de dezembro último renova o alerta.

Mais Notícias