CDS apoia Centeno e aceita que défice de 0,9% é que vale

"O Banif foi resolvido, a CGD foi recapitalizada, isto é quase a diferença entre o dia e a noite", observou Mário Centeno.

O défice público de 0,9% do produto interno bruto em 2017 é que deve valer, isto é, deve-se descontar o efeito da capitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que acabou por fazer derrapar o indicador até aos 3%, declarou o deputado do CDS, João Almeida.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias