Casa da Moeda. 17 milhões para backup do Cartão de Cidadão

Selos de garantia para os produtos, "papel secreto" e moedas livres de bactérias são projetos da empresa em investigação

A Imprensa Nacional-Casa da Moeda (INCM), empresa inteiramente detida pelo Estado e que responde por uma história de mais de 700 anos, vai investir 17 milhões de euros para criar um centro de backup dos cartões de cidadão, passaportes e diários da República, no Porto. O projeto arranca em 2019, integra componentes de construção e aquisição de equipamento, e deverá estar operacional no verão, revela Gonçalo Caseiro, presidente da INCM.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG