Câmara de Lisboa reduz passivo para 1.129 milhões de euros

Fernando Medina compara este valor ao custo de três aeroportos

A Câmara de Lisboa terminou 2016 com um passivo de 1.129 milhões de euros, menos 823 milhões de euros do que em 2009, anunciou hoje o presidente do município, comparando este montante ao custo de "três aeroportos".

"Em 2016, comparativamente com 2009, a Câmara de Lisboa tem menos 823 milhões de euros de passivo, o que significa que temos uma redução do passivo que é superior a três aeroportos" da capital, disse Fernando Medina (PS), que falava em conferência de imprensa nos Paços do Concelho.

Aludindo ao acordo feito com o Governo em 2012 referente aos terrenos do aeroporto, que permitiu à autarquia arrecadar mais de 270 milhões, o autarca referiu que este indicador responde "àqueles que dizem que as contas resultam de uma operação extraordinária".

"Não é resultado de uma operação extraordinária nem de uma circunstância, é resultado de uma estratégia", vincou.

Em 2015, este valor rondava os 1.181 milhões de euros, enquanto em 2014 se fixava em 1.196 milhões de euros e no ano anterior em 1.420 milhões de euros. Em 2009, o passivo era de 1.952 milhões de euros.

Face a 2015, a redução é de 4,4% (52,5 milhões de euros), enquanto relativamente a 2009 a diminuição é de 42,2% (823 milhões de euros).

Mais Notícias

Outras Notícias GMG