BPN. O banco que nunca mais acaba (de pesar no Orçamento)

A falência do banco custou aos contribuintes 3,7 mil milhões de euros só até ao final 2016. É o equivalente a 1,9% do PIB, a preços atuais.

Foi a um domingo de finados, 2 de novembro de 2008, faz hoje precisamente dez anos, que o governo do primeiro-ministro José Sócrates e do ministro das Finanças Fernando Teixeira dos Santos anunciou a nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG