Adidas fecha lojas e aposta na duplicação de vendas online

Empresa está a contratar 200 funcionários para o digital

A Adidas vai apostar no encerramento de lojas e investir no comércio digital com o objetivo de duplicar as vendas online nos próximos dois anos, segundo o Financial Times.

Numa entrevista ao Financial Times divulgada no domingo no 'site', o presidente executivo da Adidas, Kasper Rorsted, afirma que o sítio da empresa na internet é "a loja mais importante" que têm em todo o mundo e, por isso, tem prioridade quando a empresa contrata, aloca recursos ou constrói infraestruturas.

A Adidas, presente em Portugal, está a contratar 200 funcionários para o digital e quer mais do que duplicar as receitas das vendas digitais para quatro mil milhões de euros até 2020, adianta o Financial Times, recordando que no ano passado, as vendas online do grupo subiram 57% para quase 1,6 mil milhões de euros.

Como parte dos esforços da empresa, a Adidas introduziu uma aplicação para 'smartphone' que permite aos clientes um elevado grau de personalização, que já foi lançada nos EUA, no Reino Unido e na Alemanha e deverá estar disponível brevemente em França, Espanha e Canadá, adianta.

"Há dez anos, as nossas lojas eram uma fonte de receita. No futuro, também serão uma fonte para a marca", considerou Kasper Rorsted.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG