ACT condena Novo Banco a pagar 150 mil euros por cinco violações laborais

Autoridade para condições do Trabalho revela que já impôs 5 contraordenações ao Novo Banco, cada com 30 mil euros de coima

Desde janeiro de 2016, o Novo Banco foi alvo de cinco contraordenações por parte da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), acumulando coimas que totalizam 150 mil euros como moldura mínima, revelou a entidade responsável pelo controlo do cumprimento de regras laborais, em resposta a questões do Dinheiro Vivo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG