Obrigações do Novo Banco. Decisão judicial dá esperança a investidores

Caso os tribunais decidam a favor do Banco de Portugal, este grupo de investidores admite todos os cenários na Justiça

Uma eventual luz verde à providência cautelar do Merrill Lynch, que contestava a transferência de obrigações do Novo Banco para o BES (decidida pelo Banco de Portugal), dá esperança aos investidores internacionais de recuperarem os 1,985 mil milhões de euros afetados pela decisão de 29 de dezembro de 2015. Caso os tribunais decidam a favor do Banco de Portugal, este grupo de investidores admite todos os cenários na Justiça, referiu uma fonte contactada pelo Dinheiro Vivo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG