Almofada financeira tinha mais 5 mil milhões em setembro que em 2011

O Estado tinha em depósitos no final de setembro 19.831 milhões de euros, mais 5.000 milhões de euros que no final de 2011 e 15 milhões acima da almofada financeira existente antes de pedir ajuda externa.

De acordo com os números do Banco de Portugal, a almofada financeira de Portugal, medida pela diferença entre a dívida pública na ótima de Maastricht e a dívida líquida de depósitos da administração central, era de 4.515 milhões de euros em março de 2011, dois meses antes de Portugal assinar o programa de resgate com os credores internacionais.Em junho de 2011, um mês depois de acordado o Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), a almofada financeira de Portugal subiu para os 17.087 milhões de euros e, no final do ano, Portugal tinha reservas de 14.939 milhões de euros, cerca de menos 5.000 milhões

Mais Notícias

Outras Notícias GMG