Zidane vai ganhar 12 milhões por época mas foi opção mais 'económica'

"El Confidencial" revelou o ordenado do francês. Outros candidatos custariam mais porque ainda têm contrato neste momento. No Manchester United, José Mourinho, que está sem clube, recebia 20 milhões por ano

Com o Real Madrid fora da Liga dos Campeões, da Taça do Rei e praticamente arredado da luta pelo campeonato, Florentino Pérez fez regressar, nove meses depois, o treinador que mais alegrias deu aos adeptos madrilenos nos últimos anos: Zinedine Zidane. O francês tem agora em mãos a tarefa de devolver o clube às grandes conquistas e para isso vai receber 12 milhões de euros limpos por ano. Tendo em conta todas as opções, no entanto, o regresso de Zizou até é mais "barato", se consideradas as questões económicas e desportivas.

Na altura em que assumiu o controlo da equipa principal recebia 2,5 milhões e quando levou o Real Madrid à 11.ª Liga dos Campeões o vencimento subiu para 5,5. No dia em que decidiu deixar o Real Madrid, depois de vencer três Champions consecutivas, auferia 7,5 milhões, não sendo de estranhar que, confirmado o seu regresso, o contrato tenha sido melhorado substancialmente.

O ordenado de 12 milhões de euros foi revelado pelo El Confidencial, que relembra o facto de Zidane ser, se considerados os vários rumores em torno de outros treinadores, uma opção mais económica. É preciso acrescentar, e não é um aspeto menos, que o francês conhece o clube, desde os tempos de jogador, com o sucesso alcançado a continuar conseguiu o cargo de treinador dos merengues.

E se o palmarés de Zidane é por si um argumento forte, os ordenados de outros possíveis candidatos, mais o que poderia custar resgatá-los dos seus clubes, fazem praticamente do ex-internacional francês uma escolha ideal. Veja-se: Mauricio Pochettino, do Tottenham, aufere 10 milhões de euros limpos por ano, Jurgen Klopp. treinador do Liverpool, 8,5 milhões, e Massimiliano Allegri, que orienta Cristiano Ronaldo na Juventus, 8 milhões de euros.

A maior diferença em termos de vencimento é mesmo para José Mourinho, referenciado várias vezes para um possível regresso a Madrid. No Manchester United, o português auferia 20 milhões de euros limpos. Apenas para efeitos de comparação, Diego Simeone, que renovou recentemente pelo Atlético Madrid, vai receber cerca de 24 milhões de euros por ano, conforme foi noticiado em Espanha.

Zidane não só era mais fácil de convencer, como se perfilava como uma solução imediata para começar já a preparar os tempos que se avizinham e salvar o que resta da presente temporada. Consideradas todas as variáveis, Florentino Pérez e a estrutura diretiva do Real Madrid conseguem assim, na sua opinião, assegurar os melhores interesses económicos e desportivos do clube. Além do vencimento, Zidane tem ainda a hipótese de ganhar bónus e prémios mediante os resultados alcançados até 2022.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG