Wolves de Nuno Espírito Santo sofre para eliminar o Reading de José Gomes

O Wolverhampton, com quatro portugueses no onze, precisou do desempate por penáltis para eliminar uma equipa do segundo escalão inglês.

O Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, sentiu muitas dificuldades em garantir o apuramento para a 4.ª eliminatória da Taça de Inglaterra, uma vez que só levou a melhor sobre o Reading, equipa do segundo escalão treinada por José Gomes, no desempate por penáltis.

A jogar em casa, os Wolves adiantaram-se no marcador através do português Bruno Jordão aos 27 minutos, mas na última jogada da partida viu Lucas Boyé chegar ao empate 1-1, que levou o jogo para o desempate por penáltis onde a equipa de Nuno Espírito Santo venceu por 4-2. Além de Bruno Jordão, Rúben Neves, Rúben Vinagre e Pedro Neto foram os outros portugueses em campo.

Em grandes dificuldades esteve igualmente o Manchester United que, a jogar em Old Trafford, não foi além do empate 1-1 diante do Rochdale, do terceiro escalão. Os red devils acabaram por seguir em frente também no desempate por penáltis. O jovem Greenwood adiantou a equipa da casa no marcador, mas Luke Matheson, de apenas 16 anos, fez a igualdade que causou sensação, um dia depois de outro dos favoritos a conquistar a Taça da Liga, o Tottenham, ter sido eliminado pelo Preston North End.

Nos outros jogos do dia, o Liverpool foi vencer ao terreno do Milton Kaynes Dons por 2-0, enquanto o Chelsea recebeu e goleou o Grimbsy Town por 7-1. As surpresas foram protagonizadas por equipas do terceuiro escalão: o Oxford United afastou o West Ham com um triunfo por 4-0; o Burton Albionvenceu o Bournemouth por 2-0; enqaunto o Sunderland foi ao campo do Sheffield United ganhar por 1-0.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG