Weigl e Zivkovic sossegam adeptos: "Estamos bem"

Autocarro do Benfica foi apedrejado no regresso ao Seixal, após o jogo com o Tondela (0-0) na quinta-feira. Alemão e sérvio ficaram feridos.

Weigl e Zivkovic estão bem. Foram os próprios a comunicar aos adeptos nas redes sociais, numa fotografia em conjunto onde se vê o sérvio com um penso no olho direito. O extremo foi o que ficou mais ferido durante o apedrejamento do autocarro do Benfica, na quinta-feira à noite, quando regressava ao Seixal, após o empate com o Tondela (0-0), na jornada 25 da I Liga.

"Olá malta, só quero que saibam que estou bem. Tivemos muita sorte! Todos cometemos erros, mas houve uma linha que foi ultrapassada! Atirar pedras a um autocarro sem nos importarmos com quem lá vai se aleija? sei que não são assim os verdadeiros fãs do Benfica! Nas últimas semanas e em especial nos últimos dias deveriam mostrar que a união é sempre a melhor solução em vez de literalmente atirar pedras uns aos outros. Obrigada pelas mensagens agradeço a todos", escreveu o jogador alemão do Benfica no Instagram, juntamente com uma fotografia ao lado do colega ferido.

Weigl ficou ligeiramente ferido e terá ficado traumatizado com a situação, uma vez que em abril de 2017 passou por algo idêntico, quando o autocarro do Borussia Dortmund foi alvo de um atentado à bomba. antes de um jogo com o Monaco dos quartos de final da Liga dos Campeões. O clube alemão já desejou as rápidas melhoras ao futebolista. "Rápidas melhoras Jule", escreveu nas redes sociais o clube alemão, do qual Weigl se transferiu em janeiro para o Benfica, por 20 milhões de euros, com o médio a assinar um contrato válido até 2024.

Também o sérvio reagiu nas redes sociais. "Gostaríamos de informar que estamos bem. Infelizmente, não podemos justificar este comportamento. No entanto, garantimos que continuaremos a lutar pelo Benfica e continuaremos a dar tudo!", escreveu Zivkovic, que agradeceu ainda as mensagens que tem recebido dos adeptos: "Muito obrigado por todos os desejos de recuperação e pelo grande apoio!"

As redes sociais dos dois jogadores foram inundadas com pedidos de desculpa por parte de adeptos benfiquistas, que fizeram questão de mostrar apoio aos jogadores. "O Benfica não é isto", foi uma das mensagens mais repetidas.

Benfica quer identificar "delinquentes"

O incidente com o autocarro do Benfica aconteceu na quinta-feira à noite, na saída da autoestrada A2, a caminho do centro de estágios do Seixal, com a viatura a ser atacada com pedras, resultando em estilhaços que atingiram Weigl e o sérvio Zivkovic. Em comunicado, o clube da Luz confirmou que o autocarro foi alvo de um "criminoso apedrejamento" e confirmou que os dois futebolistas foram conduzidos ao hospital para "serem observados, na sequência dos estilhaços que os atingiram".

O clube da Luz garantiu ainda "total colaboração com as autoridades" no "no sentido de identificar os delinquentes responsáveis por estes atos criminosos". A PSP já confirmou a "pedrada" ao autocarro dos encarnados, embora ressalvando que não foi possível identificar o autor ou autores do crime. Além de seguir os tramites normais, com abertura de um inquérito por parte do Ministério Público.

O apedrejamento do autocarro do Benfica marca assim o regresso da I Liga, após paragem de quase três meses devido à pandemia do covid-19, mas não foi o único. Os momentos que antecederam o jogo com o Tondela, nomeadamente a chegada do autocarro da equipa ao Estádio da Luz, já tinham sido marcados por alguma tensão entre adeptos encarnados e a polícia. E já durante a noite a casa de alguns jogadores foram alvo de vandalismo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG