Capucho já não é treinador do Varzim

O emblema poveiro rescindiu esta segunda-feira contrato com o treinador, por mútuo acordo, anunciou o clube da II Liga, cujo vínculo com o antigo internacional português era válido até ao final da época.

Numa pequena nota informativa no site do clube, o Varzim agradeceu o "trabalho, dedicação e enorme profissionalismo" do treinador, desejando-lhe "o maior sucesso para o futuro profissional e pessoal".

A sequência de resultados intermitentes do Varzim, que ocupa 12.º lugar da tabela classificativa com 12 pontos, terá estado na base da rescisão, que já vinha a ser falado há algumas semanas.

O empate, sem golos, da última jornada com o Académica de Viseu, que despontou a contestação dos adeptos à prestação da equipa, acabou por fortalecer a decisão a direção em encontrar outra solução para a equipa.

Depois de ter orientado a equipa em 2015/2016, Nuno Capucho regressou na época passada à Póvoa de Varzim, orientado a equipa em 28 jogos e levando os poveiros ao 10.º lugar do campeonato.

Esta temporada, com apenas seis vitórias em 16 jogos nas diversas competições, a equipa está longe dos lugares cimeiros da classificação da II Liga, já foi eliminada da Taça de Portugal, pelos amadores do Sacavenense, e mantém-se na fase de grupos da Taça da Liga.

Os responsáveis do Varzim estão a avaliar perfis de novos treinadores, e, segundo fontes contactadas pela Lusa, pretendem apresentar o sucessor de Nuno Capucho já nos próximos dias.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG