Uma expulsão, um penálti contra e um autogolo na noite negra dos Wolves frente ao City

Equipa de Guardiola venceu a de Nuno Espírito Santo por 3-0, em jogo da 22.ª jornada da Premier League.

Num jogo com muitos portugueses em campo, o Manchester City de Bernardo Silva (jogou os 90 minutos) bateu o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo, por 3-0, em jogo da 22.ª jornada da Premier League.

E pode dizer-se que foi uma noite de verdadeira pesadelo. Uma expulsão ( ex-portista Willy Bolly, aos 19 minutos, após falta dura sobre Bernardo Silva), um penálti contra e um autogolo ajudaram o City a bater os Wolves esta segunda-feira. A equipa de Nuno Espírito Santo, com Rui Patrício, João Moutinho, Rúben Neves e Diogo Jota a titulares, saiu do Etihad derrotada por 3-0, numa partida onde Gabriel Jesus foi a grande figura.

Os citizens de Pep Guardiola seguem na segunda posição com 53 pontos, a quatro do líder Liverpool, e aumentou a distância para o terceiro classificado, o Tottenham, que está agora a cinco pontos, depois da derrota caseira no domingo frente ao Manchester United. O Wolverhampton está em 11º com 29 pontos.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG