Um clube árabe contrata pela primeira vez um jogador de Israel

A equipa do Dubai, Al-Nasr, é a primeira do mundo árabe a ter um jogador de Israel no plantel. O médio Saba, de origem palestina e internacional israelita, foi contratado na China.

Um clube árabe contratou pela primeira vez um jogador de futebol de Israel, Diaa Saba, menos de duas semanas depois de os Emirados Árabes Unidos normalizarem os laços diplomáticos com o Estado judeu.

Sabia, um médio árabe-israelita de 27 anos do Guangzhou R&F da China, assinou um contrato de dois anos com o Al-Nasr de Dubai, disse o clube em comunicado.

A transferência custou mais de 2,5 milhões de euros.

Na equipa do Dubai alinham o português Tozé, ex-FC Porto e Vitória de Guimarães, e o cabo-verdiano Ryan Mendes.

"O Al-Nasr concluiu os procedimentos com Diaa Saba para um contrato que se estende por duas temporadas, depois de passar com sucesso nos exames médicos", disse o clube no comunicado.

Al-Nasr tuitou ainda um pequeno vídeo de Sabia envergando já a camisa 9, driblando e rematando no estádio Al-Maktoum do emirado.

A contratação de Sabia ocorre depois de os Emirados Árabes Unidos, do qual Dubai é membro, assinarem um acordo mediado pelos EUA para normalizarem os laços com Israel em 15 de setembro, o primeiro acordo do tipo com uma nação do Golfo.

Saba - que é de origem palestina - nasceu no norte de Israel e ascendeu na carreira de um clube de jovens antes de se mudar para o Maccabi Tel Aviv em 2012.

Jogou por vários clubes israelitas até assinar em 2014 com o Maccabi Netanya, onde permaneceu por quatro anos.

Saba marcou 50 golos em 111 jogos em várias competições, incluindo 24 na temporada de 2018, e tem 10 partidas pela seleção de Israel.

Foi vendido para o Guangzhou R&F por mais de quatro milhões de euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG