Benfica anuncia saída de Paulo Gonçalves

Assessor jurídico da SAD está implicado no processo e-Toupeira e sai da Luz 12 anos depois de ter entrado.

O Benfica anunciou, esta segunda-feira, a saída do assessor jurídico da SAD, Paulo Gonçalves. Segundo o comunicado do clube da Luz, a saída do dirigente implicado no caso e-Toupeira, prende-se com "motivos de ordem pessoal, em especial a necessidade de se dedicar à sua defesa num processo judicial".

No documento, os encarnados ressalvam que o processo judicial em causa "em nada está relacionado com o exercício de funções que lhe estavam confiadas na Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD."

Em março deste ano, quando Paulo Gonçalves foi implicado pela primeira vez no caso dos emails (foi ouvido no Tribunal de Instrução Criminal, mas acabou por sair em liberdade proibido de contactar os outros arguidos), o assessor da SAD do Benfica chegou a colocar o seu lugar à disposição, mas na altura Luís Filipe Vieira e os restantes elementos das administração da SAD não aceitaram.

"Paulo Gonçalves não queria colocar o Benfica numa situação de fragilidade, teve a iniciativa de colocar o lugar à disposição perante o presidente mas como não queríamos anteciparmo-nos à justiça e julgamos que ele terá todas as possibilidades de se defender dos factos que lhe são imputados não aceitámos", revelou na altura o vice-presidente José Eduardo Moniz à BTV.

No início deste mês, a SAD do Benfica foi acusada de 30 crimes no processo e-toupeira e Paulo Gonçalves de 79 crimes, segundo a acusação do Ministério Público (MP).

Paulo Gonçalves foi acusado de 79 crimes: um de corrupção ativa, um de oferta ou recebimento indevido de vantagem, seis de violação de segredo de justiça e de 21 crimes de violação de segredo por funcionário, em coautoria com os arguidos Júlio Loureiro e José Silva (ambos funcionários judiciais). E está ainda acusado de 11 crimes de acesso indevido (em coautoria), de 11 crimes de violação do dever de sigilo (em coautoria) e 28 crimes de falsidade informática.

Eis o Comunicado:

"A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD vem comunicar que, por proposta do Dr. Paulo Gonçalves, celebrou hoje um acordo para a cessação do seu contrato de trabalho.
Na base da proposta do Dr. Paulo Gonçalves estão razões de natureza pessoal, em especial a necessidade de se dedicar à sua defesa num processo judicial, em nada relacionado com o exercício de funções que lhe estavam confiadas na Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD.

A Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD agradece o desempenho do Dr. Paulo Gonçalves no exercício das suas funções ao serviço desta instituição e reconhece o profissionalismo, a lealdade, a integridade e a dedicação demonstrados ao longo de 12 épocas desportivas e até hoje.

Lisboa, 17 de setembro de 2018

O Conselho de Administração da Sport Lisboa e Benfica - Futebol, SAD"

Mais Notícias

Outras Notícias GMG