Tribunal de Moscovo decreta prisão preventiva para Kokorin e Mamaev

Jogadores russos estão acusados de agressão e vão permanecer presos até 8 de dezembro.

Um tribunal de Moscovo decretou esta quinta-feira prisão preventiva para os futebolistas russos Alexandr Kokorin (Zenit) e Pável Mamáev (Krasnodar), na sequência de agressões a funcionários do governo russo na segunda-feira.

Os dois jogadores vão assim permanecer em prisão preventiva até 8 de dezembro. "Para começar, gostaria de me desculpar pelo meu comportamento indigno para Denis Pak (funcionário do Ministério do Comércio e Indústria agredido pelos jogadores). Envergonho-me do que fiz perante os meus pais, o clube e os adeptos. Reconheço que é algo inadmissível", disse Kokorin, que ainda pediu à juíza que o deixasse em liberdade para poder redimir-se, mas esta não acedeu.

Também Mamaev se desculpou perante as vítimas e mostrou-se disposto a compensar os danos morais e materiais causados.

Os dois jogadores foram vistos a agredir dois altos funcionários do Ministério do Comércio e Indústria, na passada segunda-feira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG