Três jogos em 112 horas deixam Nuno irritado. "O calendário é absurdo"

O Wolverhampton joga dia 27 com o Manchester City, dia 29 com o Liverpool e logo no dia 1 com o Watford. "Somos a equipa que tem menos horas entre os jogos durante este período", queixa-se o treinador português.

Em Inglaterra o futebol não pára e nesta terça-feira o treinador português Nuno Espírito Santo, do Wolverhampton, veio queixar-se da sobrecarga de jogos. E com uma certa razão, senão vejamos. Entre a jornada do Boxing Day e o dia 2 de janeiro, os wolves vão ter que disputar... três jogos.

«Somos a equipa que tem menos horas entre os jogos durante este período. 45 horas entre dois jogos e 112 horas entre os três jogos até ao final do ano. Vai ser muito duro, acho que todos os treinadores estão preocupados com esta calendarização, e julgo que têm razões para isso. Eu estou particularmente preocupado", referiu Nuno.

"Istio não faz sentido nenhum, o calendário é absurdo. Isto é para todas as equipas. Claro que há clubes que têm três dias, não sei qual a razão específica para o Wolves ser a equipa com menos tempo, mas é uma preocupação para todos", queixou-se o técnico português.

O calendário da equipa mais portuguesa da Premier League é de facto muito complicado. Na sexta-feira, inserido na jornada do Boxing Day (a maioria dos jogos são dia 26), os wolves recebem o Manchester City de Pep Guardiola. Dois depois, há uma deslocação ao campo do líder Liverpool e logo no dia 1 de janeiro deslocam-se ao terreno do Watford. Ou seja, três jogos da Premier League em apenas seis dias num espaço de 112 horas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG