Dragões vencem em Tondela e piscam o olho ao título

O FC Porto venceu o Tondela por 3-1 em jogo da 31.ª jornada da I Liga. Um resultado que deixa os dragões a um curto passo para alcançar o seu 29.º título de campeão nacional.

O FC Porto ficou esta quinta-feira a três pontos da conquista do seu 29.º título de campeão nacional, ao vencer em Tondela por 3-1, num jogo muito difícil para a equipa de Sérgio Conceição que, depois de ter tido dois golos de vantagem, viu o perigo do empate, mas acabou por fazer o golo da tranquilidade nos instantes finais de um jogo que terminou com Marega amuado,

Com este resultado, uma derrota do Benfica em Famalicão permitirá aos dragões fazerem desde já a festa. Se tal não acontecer, bastará um triunfo no clássico com o Sporting na próxima quarta-feira, no Estádio do Dragão. Já o Tondela vai continuar a lutar com todas as forças para se manter na I Liga, afinal está só três pontos acima da zona de despromoção.

Foi uma primeira parte jogada a um ritmo muito baixo, na qual apenas por uma vez houve um lance de golo iminente, quando Marega cabeceou quando estava sozinho na área, mas o guarda-redes senegalês Babacar Niasse fez uma excelente defesa.

De resto, foi um FC Porto sem ideias, que procurava invariavelmente os cruzamentos para a área, que foram sendo anulados pela bem organizada defesa do Tondela.

A segunda parte foi completamente diferente. Os dragões entraram com mais intensidade e pressão sobre o adversário, fazendo recuar o adversário para a sua área. E esta estratégia deu frutos muito cedo, pois na sequência de um canto cobrado por Alex Telles, aos 47 minutos, surgiu Danilo Pereira a cabecear para o fundo da baliza, num lance em que o guarda-redes Babacar Niasse saiu mal da baliza.

Passaram apenas 17 minutos e o FC Porto conquistou uma vantagem que parecia decisiva, quando um passe de Jesús Corona isolou Marega, que fez o segundo golo.
Sérgio Conceição que tinha perdido Corona para o clássico da próxima jornada com o Sporting, tirou Alex Telles, que também estava amarelado, e Soares, lançando Luis Díaz e Fábio Vieira.

Logo a seguir, o treinador portista perdeu também Mateus Uribe para o próximo jogo. E, num ápice, o Tondela ganhou nova vida quando o mesmo Uribe fez penálti sobre Jonathan Toro, que acabou por ser marcado por Ronan.

Sentindo que tinha perdido o controlo do jogo, Conceição procurou fechar os caminhos para a sua baliza com a entrada de Diogo Leite, mas o Tondela andou a rondar a baliza de Marchesín, tendo Strkalj ficado muito perto de empatar a partida.

Só que acabou por ser o FC Porto a marcar de penálti, a castigar uma falta de Phelipe Sampaio sobre Marega. O jovem Fábio Vieira foi chamado para fazer o 3-1 perante o descontentamento de Marega, que fez birra perante a escolha de Sérgio Conceição e, apesar dos avisos dos colegas, alheou-se da partida até ao apito final do árbitro.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA:

FICHA DO JOGO

Estádio João Cardoso, em Tondela
Árbitro: Fábio Veríssimo (Leiria)

Tondela - Babacar Niasse; Fahd Moufi, Philipe Sampaio, Yohan Tavares (Ronan, 68'), Ricardo Alves; Pepelu, João Jaquité; Jonathan Toro (Strkalj, 84'), João Pedro (Jhon Murillo, 61'), Pité (Filipe Ferreira, 68'); Richard Rodrigues (António Xavier, 68')
Treinador: Natxo González

FC Porto - Marchesín; Wilson Manafá, Mbemba, Pepe, Alex Telles (Fábio Vieira, 68'); Otávio, Sérgio Oliveira (Danilo Pereira, 38'), Mateus Uribe (Diogo Leite, 84'), Jesús Corona; Soares (Luis Díaz, 68'), Marega
Treinador: Sérgio Conceição

Cartão amarelo a Jesús Corona (41'), Ricardo Alves (45'+1), João Jaquité (49'), Alex Telles (59'). Mateus Uribe (72'), António Xavier (90'+1), Marega (90'+5)

Golo: 0-1, Danilo Pereira (47'); 0-2, Marega (64'); 1-2, Ronan (77' gp); 1-3, Fábio Vieira (90'+6 gp)

Mais Notícias

Outras Notícias GMG