Oficial: Tem 18 anos e rende 40 milhões de euros ao FC Porto

Jovem avançado portista deixa o Dragão para se juntar ao Wolverhampton de Nuno Espírito Santo. Contrato é de cinco anos. Entra para a lista das transferência mais caras do futebol português.

Fábio Silva já fez as malas para sair do Dragão. O jovem avançado do FC Porto vai jogar no Wolverhampton de Nuno Espírito Santo e deixar 40 milhões de euros nos cofres portistas. Jogador de 18 anos assinou um contrato válido por cinco épocas. "Olá a todos, estou muito contente por estar aqui, não vejo a hora de vestir esta camisola e poder celebrar convosco", disse o internacional sub-19 português aos adeptos do wolves.

E despediu-se do Porto, do clube e dos adeptos, com uma mensagem emotiva. "Oh meu Porto, onde a eterna mocidade diz à gente o que é ser nobre e leal. O azul e branco corre-me nas veias. Corre agora e sempre correrá. O amor a este clube, a esta forma de vida, são parte intrínseca de mim, desde sempre e para sempre. As vitórias, as alegrias e, sobretudo, aqueles valores que representam uma cidade, foram sempre vividos intensamente. Este caminho foi construído pela entrega, pela dedicação, por amor e audácia... a autêntica audácia das gentes do Porto... E que ninguém se atreva a sufocar o grito audaz de todas as suas gentes!", começou por dizer, garantindo que não é um adeus, mas um "até já".

A transferência para Inglaterra já foi oficializada pelos wolves e os portistas. A SAD liderada por Pinto da Costa já anunciou o negócio à CMVM. O presidente executivo do clube inglês, Jeff Shi, explicou a aposta no português, que já era seguido desde os Sub-16, quando era "o melhor número 9" daquela idade a jogar na Europa: "Seguimos o desenvolvimento do Fábio há muito tempo. É um jogador que só precisa de alguns minutos para mostrar o seu talento natural. Nos últimos anos, o Fábio desenvolveu o seu futebol muito rapidamente e provou que é um jogador de equipa principal. O nosso treinador acredita que é uma contratação importante e que vai a jogar a equipa imediatamente. O timing do negócio é similar ao do Rúben Neves. Esperámos pelo momento certo para conseguir um jogador de topo ao preço certo."

As qualidades do português também foram evidenciadas pelo dirigente. "É jovem, tem uma técnica incrível, mas também é muito inteligente a jogar. Tem a capacidade de segurar a bola e combinar, tem sempre os olhos na baliza e a forma como se movimenta dentro da área é muito boa. É o tipo de jogador que os nossos adeptos adoram", disse Jeff Shi ao site do clube, lembrando:"Todos os negócios que fazemos são para ajudar o Nuno a construir a equipa que ele quer."

Filho de campeão, campeão é

Natural de Gondomar (19 de julho de 2002), Fábio é filho do antigo internacional português Jorge Silva, que foi campeão nacional pelo Boavista em 2000-01, e irmão de Jorge Silva, que joga na Lazio, foi uma das figuras da equipa de sub-19 do FC Porto, com 21 golos apontados em 26 jogos, que venceu a Chanpions júnior em 2019. Promovido ao plantel principal na época passada, por Sérgio Conceição, apesar da tenra idade ainda fez 22 jogos pelos dragões e marcou três golos, acabando a época como campeão nacional.

Em 2015 trocou o FC Porto pelo Benfica (vai receber 200 mil euros deste negócio), mas após dois anos nos iniciados encarnados foi resgatado pelos dragões. O pai já o definiu uma vez como "portista fanático", por isso não foi de estranhar que tenha voltado ao clube do coração depois de uma passagem pelo Seixal. E se o irmão mais velho seguiu os passos do pai como central/médio defensivo, Fábio sempre quis jogar ao ataque e marcar golos.

É um avançado móvel e hábil, que sabe atacar em profundidade e percorre toda a frente de ataque com uma energia inesgotável. Gosta de jogar nas costas dos defesas e tem qualidade técnica. Mais valias apreciadas até pelos melhores: Manuel Fernandes, glória leonina, já o comparou a Cristiano Ronaldo, o ídolo de Fábio.

Fábio tinga renovado em novembro de 2019 e tinha ficado com a então cláusula de rescisão mais alta do futebol português na altura: 125 milhões de euros (a de Darwin do Benfica é deste sexta-feira a mais alta, 150 milhões), mas, segundo soube o DN, já nessa altura ficou definido que se chegasse uma proposta de 40 milhões de euros o clube azul e branco o libertaria para outros voos.

Maior transferência da história do Wolves e a quinta do futebol português

Os dragões fazem a primeira venda do verão e por valores surpreendentes, num cenário de pandemia. O jovem avançado portista será a contratação mais cara de sempre do clube da Premier League e a quinta mais valiosa do futebol português, depois de João Félix, 126 milhões de euros, Hulk (60 milhões), Éder Militão (50 milhões) e James Rodríguez (45 milhões). Há ainda mais quatro atletas que foram vendidos por 40 milhões: Falcao, Witsel, João Mário e Ederson.

No FC Porto, a maior transação de sempre foi a de Hulk, na temporada 2012-13, quando trocou o Dragão pelos russos do Zenit num negócio global de 60 milhões de euros. A transferência de facto atingiu este valor, mas na realidade só entraram nos cofres do clube 40 milhões, já que a SAD portista só detinha 85% do passe do jogador.

O negócio foi feito pelo empresário Jorge Mendes e o encaixe financeiro é de extrema importância para os cofres do FC Porto, que assim poderão cumprir com as exigência do Fair Play Financeiro da UEFA e continuar o reforço do plantel para a época 2020-21. A saída do jovem avançado pode obrigar Sérgio Conceição a encontrar mais uma opção para o ataque, que, este verão, já recebeu Taremi e Zaidu. Toni Martínez do Famalicão é o eleito.

Nos wolves, Fábio vai encontrar os compatriotas Rui Patrício, Rúben Vinagre, Rúben Neves, João Moutinho, Bruno Jordão, Pedro Neto, Diogo Jota e Daniel Podence.

Mais Notícias