Sporting em serviços mínimos bateu Loures que sonhou quase uma hora

Golos de Bruno Fernandes e Nani deram a vitória por 2-1 ao Sporting diante de uma equipa bem organizada. Bruno Fernandes desperdiçou uma grande penalidade e Loures reduziu a desvantagem, com justiça, à beira do apito final

O Sporting confirmou este sábado o seu favoritismo ao vencer o Loures, por 2-1, em Alverca, mas demorou a traduzir para o interior do terreno de jogo a décalage competitiva entre ambas as equipas. Uma, da segunda metade de uma das quatro séries do Campeonato de Portugal. A outra, crónica candidata ao título da I Liga e a marcar presença na fase a eliminar da Liga Europa.

Sem ideias e com um futebol lento e previsível, a formação de José Peseiro - com sete alterações em relação ao último jogo, que terminou em derrota no terreno do Portimonense (2-4) - foi inofensiva durante os primeiros 40 minutos, nos quais sobressaiu a organização defensiva dos homens do jovem André David, técnico que na segunda-feira completou 33 anos. Através de um compacto 4x4x2 cumprido com bastante rigor posicional, o conjunto da zona saloia mostrou-se quase sempre impenetrável ao longo da primeira parte, não descurando as saídas para o ataque, quase sempre por via de um futebol apoiado.

No entanto, numa fase em que era possível falar de equilíbrio e em que se esperava que o nulo prevalecesse até ao intervalo, Bruno Fernandes fez explodir, à bomba, a muralha defensiva adversária. Do meio da rua, o médio internacional português disparou e surpreendeu o guarda-redes Miguel Soares, que viu a bola entrar no seu raio de ação.

Loures expôs-se. Sporting aproveitou

Bem diferente foi o início da segunda parte. O Loures teve de se expor mais, em busca do empate, o que acabou por abrir um pouco mais o jogo e dar espaço às individualidades do Sporting. Logo após o reatamento (49'), Jovane Cabral arrancou uma grande penalidade que Bruno Fernandes desperdiçou, permitindo a defesa do guardião adversário.

O desfecho do penálti deu ainda mais ânimo ao Loures, que chegou com perigo à baliza de Renan - titular pela primeira vez de leão ao peito tal como Marcelo, este em estreia absoluta - através de um cabeceamento ao lado do lateral esquerdo chinês Qi Cui (55'). Porém, o outro lado desse atrevimento foi exposto pelos leões um minuto depois, com Nani a apontar tranquilamente o segundo golo na recarga a um remate de Jovane Cabral.

O segundo golo leonino, perto da hora de jogo, colocou um ponto final no sonho do Loures, equipa que tem razões para estar orgulhoso pela forma como se organizou defensivamente e pela audácia com que saiu para o ataque, quase sempre de pé para pé, em detrimento do chutão para a frente. Mereceu ter saído de Alverca com um golo, apontado por Juninho (90') - bateu Renan dez minutos depois de ter permitido a defesa do brasileiro numa ocasião flagrante -, e mostrou ter qualidade para muito mais do que o 13.º lugar na Série C do Campeonato de Portugal.

Apesar do resultado, o golo tardio do conjunto da zona saloia deixou os seus adeptos em festa e levou os do Sporting a dirigirem um coro de assobios à equipa.

Ficha de jogo

Complexo Desportivo FC Alverca.

Árbitro: João Malheiro Pinto (AF Lisboa).

Loures - Miguel Soares, Filipe Gaspar, Qi Cui, Fábio Marinheiro, Jamil Rodriguez, Bruny Almeida, Gonçalo Silva (Juninho, 59'), Leo Tomé, Rodrigo Thompson (Élton Rosário, 67'), Miguel Oliveira e Luís Elói (Jorge González, 77').

Treinador: André David.

Sporting - Renan Ribeiro, Bruno Gaspar, Marcelo, André Pinto, Jefferson, Bruno Fernandes, Nemanja Gudelj, Carlos Mané (Petrovic, 69), Jovane Cabral (Miguel Luís, 90), Castaignos e Nani.

Treinador: José Peseiro.

Golos: 0-1, Bruno Fernandes (42'); 0-2, Nani (56'); 1-2, Juninho (90+2').

Veja o resumo da partida

Filme do jogo

Mais Notícias

Outras Notícias GMG