Sérgio Conceição faz promessa de um milhão de euros

O treinador do FC Porto promete pagar fortuna a quem encontrar uma declaração sua em que tenha criticado um colega por utilizar uma estratégia defensiva.

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, recusou a ideia de alguma vez ter criticado um colega de profissão por alguma vez ter utilizado uma estratégia defensiva, tal como a que utilizou na partida com o Manchester City, na passada terça-feira.

"Parece que o melhor passatempo para as pessoas é interpretar mal as minha palavras. Já tive em equipas mais pequenas em que defrontei equipas com orçamentos 30 vezes maiores, fui um treinador que deu importância à missão defensiva. Isso não quer dizer que provocasse anti-jogo. Nunca critiquei um colega meu por jogar com 10 jogadores atrás da linha da bola. Se alguém arranjar uma declaração minha a criticar isso, dou um milhão de euros", disse o treinador do FC Porto, enaltecendo o comportamento da sua equipa no jogo com o Manchester City: "Não vi ninguém valorizar de forma convincente a nossa exibição com o City."

Sérgio Conceição admitiu que a sua equipa se apresenta agora mais sólida e explicou porquê. "São situações que trabalhamos, não só nos diferentes setores, mas é um trabalho coletivo que começa na frente. O problema estava na frente. A origem do problema muitas vezes está no setor intermédio e atacante. A melhoria é um trabalho de toda a equipa. Não festejamos momentos em que não sofremos golos, festejamos títulos, mas era importante consolidar este momento do jogo", admitiu.

No que diz respeito ao jogo deste sábado, 20.30 horas no Estádio do Dragão, frente ao Tondela, a contar para a 9.ª jornada da I Liga, o treinador portista não pareceu muito preocupado com o sistema de cinco defesas que o adversário se prepara para apresentar: "No ano passado também defrontámos equipas com linha defensiva de cinco. Cada equipa tem a sua dinâmica e temos de nos preparar em função disso mesmo."

E nem o facto de o Tondela ser a terceira pior defesa da I Liga (14 golos sofridos) faz antever facilidades para o técnico dos dragões. "Teremos de estar ao nosso melhor nível. Não fizeram muitos golos mas é das equipas que tem mais bolas nos ferros e isso é sinal de um pouco de falta de sorte", disse, garantindo que "o Tondela é uma equipa positiva e que gosta de jogar".

Os dragões vão fazer o terceiro jogo em oito dias e Sérgio Conceição admite que "é preciso olhar para o desgaste dos jogadores, mas essa gestão é feita a pensar no momento de cada um deles, de acordo com a avaliação da componente física e da estratégia para o jogo".

O técnico explicou depois que Luis Díaz "esteve em risco" para o jogo com o City, Jesús Corona "está convocado" mas em dúvida para a partida com o Tondela, pois tem "uma lesão que com o correr das horas melhora, porque é um traumatismo".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG