SAD do Benfica com lucro de quase 42 milhões de euros, quase mais 50% do que o ano anterior

Os encarnados enviaram à CMVM o relatório e contas do exercício 2019-20 e nele realçam que alcançaram o segundo maior resultado anual da sua história.

A SAD do Benfica apresenta um resultado líquido positivo de 41,7 milhões de euros no relatório e contas referente ao exercício da época 2019-20. Este é o segundo melhor resultado anual de sempre, apenas superado pelos 44,4 milhões de euros que foram registados em 2016/17.

Este é aliás, o sétimo ano consecutivo que os encarnados apresentam lucro, sendo que em relação ao exercício anterior, registam uma subida de 48,7% nos proveitos alcançados.

O Benfica regista ainda uma subida de 65,5% no resultado operacional, que atingiu os 54 milhões de euros, o que é explicado pelas mais-valias geradas com as transferências de jogadores, nomeadamente com a venda de João Félix, que entrou nas contas deste exercício.

De acordo com o relatório enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, os encarnados apresentam uma redução do passivo em 38,7 milhões de euros - decréscimo de 10,6% em relação ao período homólogo - , algo que é justificado com a diminuição na rubrica de empréstimos obtidos na ordem dos 47,3 milhões de euros

A dívida líquida é agora de 92,8 milhões de euros, algo que de acordo com o comunicado do Benfica "atingiu o ponto mais baixo da década", ficando "pela primeira vez abaixo dos 100 milhões de euros". Os encarnados lembram ainda que a 30 de junho de 2014 a dívida líquida era de 255,3 milhões de euros.

Já em relação ao ativo atinge agora os 487,1 milhões de euros, correspondendo a um aumento de 0,7% face ao final do exercício anterior.

No que diz respeito ao capital próprio, o Benfica revela que a 30 de junho de 2020 ascendia a 161,1 milhões de euros, correspondendo "ao valor mais elevado de sempre" alcançado pela SAD.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG