Rui Vitória: "Temos a nossa forma de jogar e não vamos mudá-la"

O treinador do Benfica assumiu o objetivo de querer "marcar golos" ao PAOK para alcançar o apuramento para a fase de grupos da Champions.

Rui Vitória deixou nesta terça-feira que o Benfica "foi melhor" do que o PAOK Salonica na primeira mão do playoff de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões e assumiu que a sua equipa tem "capacidade de marcar golos" no Estádio Toumba, nesta quarta-feira, a partir das 20.00.

E, nesse sentido, o treinador do Benfica deixou a garantia de que a sua equipa "tem a sua forma de jogar e não vai mudá-la". "Temos trabalhado a acreditar no que estamos a fazer. Criámos uma ideia de jogo que tem vindo a ser implementada desde a época passada, na qual temos sempre a mesma abordagem do jogo e não vamos alterá-la", sublinhou.

O técnico deixou claro que está muito satisfeito como a sua equipa está a evoluir, pois "as oportunidades têm surgido" e "são construídas de várias formas". Assim sendo, garantiu que o Benfica está "preparado para as várias fases do jogo" que irão surgir em Salonica.

"Há momentos em que vamos ter de defender, outros em que teremos a bola e vamos procurar ter critério para entrar na área adversária e outros ainda em que vamos ser setas para a baliza do PAOK", referiu, deixando desde logo um aviso: "Não ganhamos na primeira mão, mas vamos agora à procura de ganhar aqui na Grécia. Temos a nossa forma de jogar e não vamos mudá-la."

Rui Vitória espera "um jogo bem disputado com duas equipas a quererem ganhar" e como tal não acredita que o PAOK se remeta à sua defesa, pois "tem consciência de que o Benfica tem feito golos em todo o lado onde joga". Ainda assim admite que as duas equipas "vão querer estar mais implementadas" em campo, mas sublinha que "a organização defensiva pode fazer a diferença", bem como "as individualidades" quando se trata de jogos equilibrados como este.

Salvio disponível para o jogo

Quem deverá estar de volta à equipa é o argentino Salvio, que falhou os dois últimos jogos por lesão. O extremo trabalhou "na plenitude" no treino de adaptação ao relvado do Estádio Toumba, o que leva Rui Vitória a dizer "estará disponível", mas sobre se irá a jogo é algo que ainda vai "decidir até à hora do jogo".

Em jogo em Salonica estará, além do apuramento, um encaixe de 42,9 milhões de euros pela entrada na Liga dos Campeões. Rui Vitória garantiu que o seu foco "é sempre ganhar em todos os jogos", deixando assim de lado as questões financeiras: "Há dois ou três anos o Benfica ganhou uma série dinheiro que não era normal ganhar, mas as questões financeiras não são a minha área."

O Benfica entra em campo na Grécia quatro dias depois do dérbi com o Sporting, mas o técnico não quer ouvir falar em desgaste dos seus jogadores. "É verdade que temos vindo a jogar com muita frequência, mas os dados que temos é que os jogadores têm tido uma recuperação fantástica. No entanto, gostaríamos, como é óbvio, mais tempo para preparar os jogos", assumiu.

Na conferência de imprensa do treinador Léo Matos e do treinador Razvan Lucescu ficou claro que o PAOK não irá jogar na expectativa em relação ao que o jogo vai dar, apesar de ter a vantagem do golo marcado no Estádio da Luz, algo de que Rui Vitória está consciente. "É normal que eles queiram procurar o golo, porque sabem que o Benfica costuma marcar. Na primeira mão criámos muitas oportunidades e se tivermos metade dessas ocasiões e o dobro do aproveitamento vamos fazer golos e não apenas um", frisou.

Ainda assim, o treinador encarnado disse ter "noção da dificuldade" que estará pela frente, mas realçou que os jogadores do Benfica sabem que são "uma boa equipa". Como tal, diz que "será um jogo empolgante onde a eficácia será determinante, tal como o rigor e a determinação".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG