Rúben Dias: "FC Porto tem uma equipa forte, muito boa nas bolas paradas"

O defesa-central do Manchester City admite conhecer bem o primeiro adversário na Champions e assume representar uma das equipas candidatas ao título europeu. Guardiola destaca o talento português.

Rúben Dias admitiu esta terça-feira que é o jogador do Manchester City que melhor conhece o FC Porto, equipas que se vão defrontar amanhã no Estádio Ethiad, em jogo da 1.ª jornada da Liga dos Campeões.

"Sou a pessoa que melhor os conhece e, obviamente, vou tentar ajudar a equipa da melhor forma que puder. São uma equipa forte, sabem o que têm de fazer em campo e são muito bons nas bolas paradas. Sabemos que temos um jogo difícil pela frente e precisamos de ser fortes para conseguir a vitória", afirmou o defesa-central, garantindo que "não há qualquer rivalidade" entre ele e o FC Porto.

Rúben Dias prepara-se para fazer o terceiro jogo pelo Manchester City, equipa para onde se transferiu no final do mercado e onde diz sentir-se bem: "A equipa recebeu-me muito bem. Sinto pressão desde pequeno e senti-a quando entrei na primeira equipa do Benfica ou quando me estreei na seleção nacional, aqui também a sinto, afinal faz parte do futebol. Quanto maior é o nível, maior é a pressão. Eu gosto disso."

Questionado se a pressão é maior no City do que no Benfica, o defesa admitiu que é idêntica. "No Benfica jogavamos sempre para ganhar, aqui não é diferente. O objetivo é sempre esse. Estamos num nível mais elevado e foi por isso que eu vim para cá", frisou.

O internacional português considera que "o Manchester City faz parte do grupo de equipas que pode conquistar a Liga dos Campeões" e desvaloriza o fracasso da época passada: "Todos os anos começa do zero e estamos numa nova época, com novos jogadores na equipa."

Guardiola elogia talento português

Na antevisão a este jogo com o FC Porto, o treinador Pep Guardiola fez questão de elogiar o futebol português. "Ganharam a Liga das Nações, são favoritos aos Euros. Ronaldo é um dos melhores do mundo, têm bons guarda-redes, laterais... São fantásticos. Os jogadores portugueses devem estar orgulhosos de pertencerem a esta geração", começou por dizer o técnico do Manchester City, considerando ainda ser "um sortudo por ter jogadores portugueses" na sua equipa.

"Eu cresci no Barcelona com jogadores como Luís Figo, Fernando Couto, Vítor Baía, todos eles talentosos, grandes profissionais. Que recordações incríveis", acrescentou.

Guardiola assumiu ainda que se sente "próximo de ganhar a Liga dos Campeões" pelo Manchester City. "Todas as épocas, analiso quando somos eliminados e sinto que estamos perto. Não há nada de mental, apenas temos de evitar cometer erros", disse.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG