Ross Edgley nadou 157 dias e deu a volta à Grã-Bretanha

O nadador partiu da cidade de Kent a 1 de junho e percorreu 1791 milhas, perto de três mil quilómetros.

Ross Edgley, de 33 anos, tornou-se este domingo na primeira pessoa a dar a volta a nado à ilha da Grã-Bretanha. O britânico, que percorreu uma distância equivalente à que separa Londres e Moscovo, chegou no domingo ao porto de Margate, depois de 157 dias, 37 picadas de alforrecas, uma ferida no pescoço e a suspeita de um ombro deslocado, segundo o jornal inglês The Guardian.

"Eu saí da água e pensei 'isto vai ser fantástico, vou correr como [na série] Baywatch'", disse Edgley ao Guardian. "A realidade é que estou mais gordinho agora, mais peludo, e tinha uma boia cor-de-rosa. Quando cheguei a terra firme já fiquei aliviado por não ter caído completamente", acrescentou.

Para bater o recorde, o nadador de Grantham, em Lincolnshire, teve de percorrer 1791 milhas - cerca de 2880 quilómetros - à volta da costa britânica. Deu início ao desafio no dia 1 de junho na cidade de Kent e desde então nadou 12 horas por dia. No último quilómetro, pôde contar com o apoio de 300 nadadores que o acompanharam até terra.

"Foi sem dúvida a coisa mais difícil que fiz a vários níveis, físico, mental. Senti fadiga como nunca antes tinha sentido. Os neurotransmissores, sinais químicos no cérebro, estavam como que a perguntar 'o que estás a fazer?'", contou o nadador.

Ross Edgley entrou para o livro de recordes do Guiness por ter percorrido a maior distância marítima a nado passados 74 dias de ter começado o desafio, a 14 de agosto. Mas não lhe bastou e continuou mais 83 dias, até concluir a volta à Grã-Bretanha.

Para o ajudar a completar esta maratona por mar, Edgley contou com a ajuda de uma equipa de três pessoas que o recolhiam num catamarã durante a noite, onde recuperava energias para o dia seguinte. Uma vez na embarcação comia pizza, massa, pudim de arroz, bananas e tomava bebidas energéticas. Consumia, por dia, entre 10 000 e 15 000 calorias; seis vezes a média de calorias que devem ser consumidas num dia normal por quem não esteja a fazer exercício com esta intensidade.

Embora percorrer a costa da Grã-Bretanha a nado tenha sido o maior desafio a que se propôs, nos últimos anos Edgley já fez escalada na mais alta montanha do mundo - o Everest -, correu uma maratona enquanto arrastava um Mini e nadou 100 quilómetros em 32 horas preso a um tronco com 45 quilos nas Caraíbas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG