Presidente do Vasco da Gama confirma Sá Pinto como novo treinador

O técnico português já viajou para o Brasil com o objetivo de recolocar o clube do Rio de Janeiro "nos primeiros lugares" do campeonato.

Alexandre Campello, presidente do Vasco da Gama, confirmou esta quinta-feira ter chegado a acordo com Ricardo Sá Pinto para treinar o clube do Rio de Janeiro, que ocupa o 12.º lugar no Campeonato Brasileiro.

O treinador português, de 48 anos, vai ocupar o lugar vago por Ramon Menezes. "É um técnico que está absolutamente dentro do orçamento do clube. Não vamos fazer loucuras. A equipa do Sá Pinto chega por um valor dentro da realidade nacional", garantiu o líder vascaíno, que emitiu um comunicado no qual nega as notícias que davam como certo a existência de salários em atraso dos jogadores.

Aliás, isso mesmo foi perguntado a Ricardo Sá Pinto já esta quinta-feira de manhã, no aeroporto de Lisboa, antes de embarcar para o Brasil. "É uma informação que eu não tinha. Sei que o clube tem dificuldades, mas quando assinei com o Vasco, não assinei por questões financeiras. Obviamente, há que salvaguardar isso, até porque vou ter pessoas sob a minha responsabilidade e toda a gente precisa de dinheiro para viver", começou por dizer, deixando uma garantia: "Ninguém me falou numa situação tão grave, ouvi, sim, que é uma situação difícil. Espero que não seja tão grave assim, espero também que rapidamente isso possa melhorar."

Sá Pinto acrescentou ainda que foi "a grandeza e a história" do Vasco da Gama que o levaram a aceitar o convite. "Há muitos anos que acompanho o Vasco. Enquanto jogador até cheguei a jogar contra eles. Sempre que as horas nos permitem também acompanho o futebol brasileiro. Há um grande carinho da minha parte e dos torcedores, que me têm enviado mensagens e me pediram para que fosse ajudar a equipa. Houve uma série de circunstâncias que me levaram a entrar neste grande desafio, de grande responsabilidade, porque o Brasileirão é dos campeonatos mais competitivos do mundo", frisou, lembrando que "um clube histórico como o Vasco tem de andar nos primeiros lugares".

Mais Notícias