Presidente do Flamengo garante Jorge Jesus no regresso ao trabalho para a semana

Técnico português conquistou mais um troféu para o mengão esta madrugada e é apontado como o novo treinador do Benfica.

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, assegurou esta quinta-feira que o treinador português Jorge Jesus vai estar presente no regresso ao trabalho do clube, depois das folgas pela conquista do campeonato Carioca de futebol.

"Toda a gente está livre hoje e todos treinarão na segunda-feira [pouco depois, o regresso foi remarcado para terça-feira]. Estamos a contar com ele lá, foi o que eu falei agora com ele no balneário. Toda gente tem direito, ganharam um título. Vamos dar uns dias de folga", referiu Landim, em declarações à estação televisiva Globo.

O Flamengo, de Jorge Jesus, conquistou na quarta-feira o seu quarto título do ano, ao vencer o Fluminense por 1-0, em jogo da segunda mão da final do campeonato do Rio de Janeiro, depois de ter vencido o primeiro encontro por 2-1.

Os campeões brasileiros já tinham conquistado em 2020 a Supertaça sul-americana, a Supertaça brasileira e a Taça Guanabara, a primeira fase do campeonato Carioca.

Landim afirmou ainda não ter recebido nenhuma proposta pelo técnico português, numa altura em que a comunicação social portuguesa dá conta do interesse do Benfica, enquanto Marcos Braz, o vice-presidente do clube para o futebol, acrescentou, também em declarações à Globo, que o próximo treino da equipa está previsto para a tarde de terça-feira e que o mesmo foi marcado pela equipa técnica liderada por Jesus.

"Foi uma semana conturbada, mas com final feliz. Isso é que importa. Não adianta ter uma semana calma com final triste. Vai tudo dar certo. Tenham uma boa noite. Calma, fiquem tranquilos. É a vida que segue", disse, sem concretizar, Braz.

Em declarações à Fla TV, Jorge Jesus também apontou terça-feira como data do regresso aos treinos, depois de felicitar os seus jogadores pela conquista. "Parabéns para o Flamengo e também para o nosso rival, que foi muito competente e nos obrigou a jogar dentro dos limites. É verdade que nos faltou alguma criatividade da primeira linha ofensiva, mas é mérito do Fluminense. O nosso objetivo era vencer esse troféu, o último que faltava, principalmente eu, que nunca ganhei um estadual", referiu Jesus.

Mais Notícias