Presidente do Boca Juniors não quer disputar a final

Daniel Angelici quer a desqualificação do rival River Plate na final da Taça Libertadores

Daniel Angelici, presidente do Boca Juniors, garantiu esta terça-feira que irá exigir à CONMEBOL a desqualificação do River Plate da final da Taça Libertadores, cuja segunda mão foi cancelada no último fim de semana devido a um ataque dos adeptos rivais ao autocarro que transportava a equipa do Boca.

"Pedimos a desqualificação do River Plate. Não aceitamos disputar qualquer jogo", garantiu o líder do clube Xeneize, assegurando que o Boca Juniors irá esgotar todos os meios legais para garantir que o rival seja punido, incluindo nesse lote de possibilidades o recurso para o Tribunal Arbitral de Lausanne (TAS).

Refira-se que a CONMEBOL, reunida em Assunção, capital do Paraguai, decidiu esta terça-feira que a final irá realizar-se a 9 de dezembro em terreno neutro.

Mais Notícias