Presidente da UEFA reage à Superliga Europeia: "Não vai acontecer, é uma ficção"

Aleksander Ceferin desmente contactos para a criação de uma nova prova de clubes, tal como foi adiantado pelo Der Spiegel com base em documentos do Football Leaks

Aleksander Ceferin, presidente da UEFA, falou à BBC sobre a possibilidade de criação de uma Superliga Europeia que iria reunir os clubes mais poderosos da Europa. E foi taxativo sobre o assunto voltou a vir à baila nas últimas semanas, depois de um documento do Football Leaks ter dado conta de conversas secretas entre alguns emblemas europeus.

"Isso não vai acontecer. É uma ficção, um sonho. Posso confirmar que nunca vimos, nunca discutimos e nunca estivemos envolvidos na criação desse documento", garantiu o presidente da UEFA.

No início do mês, a revista alemã Der Spiegel, através de documentos do Football Leaks, noticiou a existência de um documento secreto datado de 22 de outubro referindo que existia já um acordo para esta Superliga Europeia de 11 clubes, aos quais se juntariam depois cinco convidados, e será assinado durante este mês de novembro para a competição ser oficialmente criada em 2021.

Os 11 clubes fundadores seriam o Real Madrid, o Barcelona, o Manchester United, o Manchester City, o Chelsea, o Arsenal, o Liverpool, o PSG, a Juventus, o AC Milan e ainda o Bayern de Munique. A estes acresceriam cinco convidados, o Atlético de Madrid, o Olympique de Marselha, o Inter de Milão, o Roma e o Dortmund. Da lista não fazia parte qualquer clube português.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG