Polémica. Governo da Venezuela impõe contratação de José Peseiro para selecionador

Informações da imprensa venezuelana garantem que a Federação do país não sabia da contratação do português e até já tinha acordo com Sampaoli.

José Peseiro está envolvido numa enorme confusão na Venezuela. O treinador português viajou para Caracas a pensar que ia ser selecionador nacional de futebol, mas nesta altura o futuro é incerto. Segundo informações da imprensa venezuelana, foi o governo que impôs a contratação do português e a federação não sabia do acordo...

Segundo o Balonazo, mandatários do governo venezuelano escolheram o português, que estava na lista de possíveis substitutos de Rafael Dudamel, por ser uma opção mais barata do que Jorge Sampaoli, o argentino ex-treinador do Santos, que já tinha acordo com a federação e se preparava para viajar para a Venezuela.

José Peseiro mantém-se na Venezuela à espera que o problema burocrático seja desbloqueado.

Se chegar a acordo, o técnico abraça assim um novo desafio, depois de ter saído do Sporting em novembro de 2018. A Venezuela será a segunda seleção no currículo de Peseiro, que já orientou a seleção nacional da Arábia Saudita de 2009 a 2011.

Mais Notícias