Tabarez mantém-se como selecionador uruguaio até 2022

Treinador de 71 anos sofre de neuropatia, doença degenerativa que obriga ao uso de muletas

O selecionador uruguaio de futebol, Oscar Tabarez, vai continuar à frente da seleção celeste por mais quatro anos, depois de ter prolongado o seu contrato, anunciou esta sexta-feira a federação uruguaia.

"A comissão de regulação da federação confirma a extensão de quatro anos do vínculo contratual de Oscar Tabarez e restante equipa técnica no comando da seleção do Uruguai, até ao Mundial de 2022, no Qatar", informou a instituição.

O técnico, de 71 anos, anunciou em 2016 sofrer de neuropatia, doença degenerativa que o obriga à utilização de muletas e que chegou a gerar dúvidas quanto à capacidade do treinador a longo prazo.

Conhecido como Maestro, Tabarez detém o recorde de jogos enquanto treinador de seleções.

No Mundial de 2018, na Rússia, levou a seleção até aos quartos de final onde caiu perante a França, seleção que viria a conquistar o torneio, depois de fazer tombar Portugal nos oitavos, com um triunfo por 2-1, selado por Cavani.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG