Olympiacos de Pedro Martins defronta o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo

Há um duelo entre treinadores portugueses nos oitavos de final da Liga Europa. Já a Roma de Paulo Fonseca mede forças com o Sevilha de Lopetegui, e o Shakthar Donestk de Luís Castro defronta o Wolfsburgo.

Sem a presença de clubes portugueses, depois da eliminação do Sp. Braga, Benfica, Sporting e FC Porto, o sorteio dos oitavos de final da Liga Europa realizou-se nesta sexta-feira e reservou um duelo entre dois treinadores portugueses - o Olympiacos de Pedro Martins vai medir forças com o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo.

O jogo entre o Olympiacos e o Wolverhampton pode também ter vários duelos portugueses dentro do campo. Nos wolves jogam Rui Patrício, Rúben Vinagre, João Moutinho, Rúben Neves, Bruno Jordão, Flávio Cristóvão, Pedro Neto, Daniel Podence e Diogo Jota; no Olympiacos José Sá, Rúben Semedo e Cafú

Ainda em termos de treinadores portugueses, o Shakhtar Donetsk de Luís Castro, que eliminou o Benfica, vai defrontar os alemães do Wolfsburgo. E a Roma de Paulo Fonseca tem encontro marcado com o Sevilha, equipa espanhola treinada por Julen Lopetegui (onde atua o internacional português Rony Lopes), também ele ex-treinador do FC Porto.

Refira-se ainda que o Manchester United, de Bruno Fernandes, mede forças com o LASK, enquanto o Getafe, equipa espanhola onde atua o defesa Antunes, defronta o Inter Milão. Já o Eintracht Frankfurt, dos avançados portugueses André Silva e Gonçalo Paciência, tem encontro marcado com o Basileia.

Eis os jogos dos oitavos de final da Liga Europa ( eliminatórias a 12 e 19 de março).

Basaksehir-FC Copenhaga
Olympiacos-Wolverhampton
Rangers-Bayer Leverkusen
Wolfsburgo-Shakhtar Donetsk
Inter Milão-Getafe
Sevilha-Roma
E. Frankfurt-Basileia
LASK-Manchester United

Na quinta-feira, Benfica, FC Porto e Sporting juntaram-se a Sporting de Braga e deixaram Portugal sem qualquer equipa nos oitavos de final da Liga Europa, depois do Vitória de Guimarães ter tombado na fase de grupos e de já não haver representantes lusos na Champions. Um cenário que acontece pela primeira vez desde a longínqua temporada de 1978/79, há mais de quatro décadas.

Desta forma, Portugal, que era o país mais representado nos 16 avos de final da Liga Europa, ficou sem qualquer representante no top 16 das competições europeias, interrompendo um ciclo de 40 anos, iniciado em 1979/80.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG