Nakajima dragão até 2024: "Usar esta camisola é um sonho tornado realidade"

japonês vai jogar com a camisola 8 que era de Brahimi

Nakajima é jogador do FCPorto para a época 2019-20, juntando-se aos também reforços Saravia (ex-Racing Avellaneda) e Zé Luís (ex-Spartak de Moscovo). Aos 24 anos o avançado deixa o Al-Duhail, do Catar, e volta a Portugal, onde já representou o Portimonense.

A transferência deve custar 12,5 milhões de euros, por 50% do passe, aos cofres dos dragões. O jogador assinou por cinco épocas, tendo o clube os portistas fixado a cláusula de rescisão nos 80 milhões de euros, a segunda maior da história do clube.

O jogar já tinha estado no radar dos portistas quando alinhava no Portimonense, mas acabou por rumar ao Catar. Agora regressa para jogar no FC Porto, onde será opção para o lugar de Brahimi, que acabou contrato com o FC Porto e não renovou deixando o camisola 8 livre para o japonês.

No currículo, Nakajima tem dois troféus: a Taça do Catar, ao serviço do Al-Duhail, e a Taça Asiática Sub-23, pela seleção do Japão.

"No Japão, o FC Porto é muito famoso"

"No Japão, o FC Porto é muito famoso. Desde criança que conheço o clube. Usar esta camisola é um sonho tornado realidade. Estou muito feliz. Vou dar o máximo para ajudar a equipa a dar vitórias a todos os adeptos", afirmou o médio nipónico, em declarações reproduzidas no site oficial dos dragões, prometendo "demonstrar alegria nos relvados".

Nakajima manifestou ainda o desejo de "fazer muitos golos e assistências", e ajudar o FC Porto a ser bem-sucedido na nova temporada: "Em termos coletivos, vamos dar tudo dentro de campo para conquistar todos os troféus. O FC Porto é um clube campeão e vou tentar ajudar a equipa a garantir esses objetivos."

Já o presidente do FC Porto, Jorge Nuno Pinto da Costa, confessou que Nakajima era "um desejo antigo" dos 'azuis e brancos e do treinador Sérgio Conceição, antes de deixar uma 'bicada' a quem tentou "desviar o jogador para outro clube". "Desde o primeiro contato que tive a certeza de que ele viria para o FC Porto, embora algumas pessoas, que não podem ver ninguém com uma camisola lavada, tenham tentado, através de um emissário, desviar o jogador para outro clube. Felizmente que não conseguiram. Ele é jogador do FC Porto, e nem sempre as aves de rapina conseguem os seus objetivos", observou o prersidente portista

Mais Notícias

Outras Notícias GMG